Publicado em 10/04/2014 às 15h40 - Atualizado em 10/04/2014 às 15h40

O que é vertebroplastia?

Muitos pacientes vêm ao consultório perguntando se o seu problema de coluna não poderia ser resolvido com uma injeção de cimento na coluna que foi divulgado em alguma matéria nos meios de comunicação.

Mas quando este método pode ser aplicado? Seria um tratamento para qualquer patologia da coluna?

A resposta para a última pergunta é não. Este método de tratamento, chamado de vertebroplastia, foi inicialmente utilizado pelos médicos americanos Galibert e Deramond em 1984 para tumores vertebrais e fraturas por osteoporose.

A osteoporose é a perda de massa óssea mais comum nas mulheres após a menopausa, onde tal perda causa uma fraqueza na estrutura óssea, principalmente na coluna, causando fraturas, muitas vezes até em traumas banais. A dor resultante destas fraturas é bastante desagradável e incapacitante, onde o tratamento é o repouso, analgésicos e imobilização. A longevidade da população acarreta maior evolução da osteoporose, fazendo deste método de tratamento uma boa opção nos casos de fratura.

Geralmente a dor resultante apresenta alívio importante após cerca trinta dias. Quando não apresenta melhora, está indicada a vertebroplastia, com aplicação de cimento ortopédico especial, afim de se obter uma maior estrutura óssea, com diminuição importante do quadro doloroso na maioria dos pacientes.

Sob anestesia local e sedação leve, introduz-se uma cânula (agulha grossa de 3 mm) (figura 1) da pele até o corpo vertebral, utilizando-se fluoroscópio (aparelho radiográfico) (figura 2) ou tomografia, com aplicação de 3 a 5 milimetros de cimento ortopédico com seringas ou pistolas de injeção (figura 3). A secagem deste cimento é rápida e o paciente é dispensado no mesmo dia.

Existem complicações do método, onde a técnica apurada feita por profissional experiente diminui bastante tais riscos, que devem ser discutidos previamente com o cirurgião que vai empregar o método.

Outras aplicações, como em tumores ósseos vertebrais também são empregadas, bem como o uso de outros materiais além do cimento ortopédico, como carbonato de cálcio. Vale lembrar que o método não apresenta bons resultados em fraturas antigas da coluna (mais de seis meses), uma vez que estas já se encontram estruturadas, com pouca probabilidade de diminuição da dor, que já se tornou crônica.







VEJA TAMBÉM
Eu tenho desvio ou má postura?
Como tratar de uma hérnia de disco?
Por que temos dores nas costas?

Copyright © 2018 - www.renekusabara.com.br - By www.bld.com.br